Publicado por: bicicletanarua | 8 janeiro 2010

Cerveja não combina com calçada

Ok, está certo, quem bebe muito pode acabar estirado pelos passeios, mas, ao se ler a reportagem abaixo e o texto Dale iscóu!, pode-se perceber que as calçadas soam quase que como um obstáculo aos caminhões de transportam cerveja: eles têm que destruir os malditos postes, pontos de ônibus demais objetos que estejam em seu caminho.

Nota: o parágrafo acima é uma generalização não verdadeira, visto que existem bons caminhoneiros, mas também há aqueles que reiteram em seus erros, por exemplo, ao não preservar as calçadas, que são para público usufruto de toda a população.

A reportagem abaixo foi originalmente publicada no Jornal Notícias do Dia, versão de São José, em 05 de janeiro de 2010 (pág. A2). A matéria pode ser vista também em .png aqui.

Notícias do Dia - logo

Barreiros. Moradores da rua Santo Antônio reclamam e pedem uma solução

Buracos ameaçam população

Os moradores do Condomínio Costa Esmeralda, na rua Santo Antônio do bairro Barreiros, estão há um mês convivendo com dois buracos abertos por caminhões de bebidas que sobem em sua calçada para descarregar as caixas para o bar que fica ao lado do condomínio. A revolta dos moradores acontece porque esta já é a quarta vez que as calçadas são danificadas pela AmBev, distribuidora de bebidas responsável pelos caminhões, e o conserto ainda não foi realizado.

Os buracos foram abertos com a quebra das tampas dos sistemas de telefone e luz do condomínio que ficam na calçada. Para evitar problemas, o subsíndico Wilson Cardoso Soares, 60 anos, colocou tubos de metal entre a calçada e a rua para impossibilitar o estacionamento dos caminhões.

“Precisamos fazer isso para que não quebrem as tampas novamente. Fica até perigoso que alguém meio distraído caia aqui”, preocupa-se.

Para que ninguém se machuque, Wilson colocou pedaços de madeira no lugar das tampas. “Não dá para deixar assim, estamos há um mês sofrendo com isso. Os moradores pagam o condomínio em dia e não querem ver a frente de sua casa desse jeito”, reclama.

“Já é a quarta vez, mas das outras vezes eles arrumaram. Não dá para entender porque agora essa demora toda”, critica Wilson, que ouviu da distribuidora a promessa que a calçada seria reparada em menos de 10 dias.

Improvisando. O subsíndico Wilson Soares coloca pedaços de madeira para as pessoas identificarem o buraco. Foto: Marcelo Bittencourt/ND.

AmBev diz que o aviso chegou no dia 22

Contatada pela equipe do Notícias do Dia São José, a AMBev comunicou que os reparos na calçada do condomínio devem ser feitos pela empresa Águia Seguradora, com sede na cidade de Concórdia, oeste catarinense, responsável pelos seguros da distribuidora de bebidas. A funcionária responsável pela seguradora, que não quis se identificar, informou que o estrago foi feito no dia 5 de dezembro, mas o aviso sobre o buraco chegou à empresa apenas no dia 22 de dezembro. A demora para o conserto aconteceu porque os responsáveis pelo condomínio ainda não haviam sido encontrados, garantiu a funcionária.

Ontem Wilson conseguiu ser contatado pela seguradora. Ele conta que, de acordo com a seguradora, alguns documentos do condomínio são necessários. “Vamos ter que entregar dois orçamentos para eles sobre a reforma das tampas e aí sim a empresa que faz o seguro vai indenizar o condomínio”, informa Wilson. A Águia Seguradora lembra que são necessários, em média, 30 dias para que os orçamentos sejam aprovados e a reforma na calçada de Barreios possa ser concluída.

Saraga Schiestl

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: