Publicado por: bicicletanarua | 12 setembro 2009

Para humanizar as ruas

O texto abaixo estava no editorial da edição impressa do periódico Diário Catarinense de 13 de setembro de 2009 (pág. 14). Você pode vê-lo no site do DC aqui.

Editorial

Paz no trânsito

Uma campanha lançada recentemente pela prefeitura de Porto Alegre (RS) busca criar uma nova cultura de convivência pacífica entre pedestres e motoristas na cidade. A iniciativa deveria ser imitada em Florianópolis e em outras cidades de maior porte, onde a vida do pedestre está cada vez mais difícil em razão da agressividade e do comportamento ao arrepio da lei e das normas civilizadas do trânsito por parte da maioria dos motoristas. A campanha procura assegurar os direitos do cidadão que circula a pé numa cidade em que o tráfego de veículos, historicamente tumultuado, é cada vez mais ameaçador para quem tenta atravessar uma rua. As estatísticas policiais dão conta do aumento de casos de atropelamento, inclusive sobre as faixas de segurança, em Florianópolis. Além do desrespeito às faixas para a travessia de pedestres, são comuns os casos de avanços de sinal e outras transgressões que ameaçam os transeuntes.

O eixo da campanha, que dá prioridade ao pedestre, segue o exemplo de outras ações bem-sucedidas no esforço para humanização de metrópoles e de pequenas cidades. Nenhuma inovação de engenharia de tráfego será capaz de cumprir sozinha com a tarefa de se buscar a civilidade no trânsito. Mudanças de postura, que mexem essencialmente com a cultura exacerbada de exaltação do automóvel como dono das ruas, são decisivas nesse sentido.

Décadas de omissão das autoridades e também da complacência das próprias populações, resignadas com a falta de medidas corajosas nessa área, frisam a oportunidade da iniciativa, tornando-a merecedora de imitação. Campanhas como essa induzem todos a refletir sobre o paradoxo contido em tais iniciativas, que tentam convencer os motoristas de que também eles, em algum momento, são pedestres. Esse é um desafio mundial, que deve sério a sério para o enfrentamento de um problema que provoca tragédias e dilacera famílias. Para o êxito de uma campanha dessas, as prefeitura devem fazer sua parte, com a manutenção das faixas de segurança e outras sinalizações, além da fiscalização rigorosa.

Anúncios

Responses

  1. […] Para humanizar as ruas […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: